YouTube

Participe do grupo

 
Linhas que Movem
Fechado group · 171.797 membros
Participar do grupo
Sejam todos bem vindo! Criei este grupo para trocar informações e compartilhar trabalhos artesanatos.Divulguem seus trabalhos.
 

Aprenda a usar o Google Drive

em 11 fevereiro 2019


O Google Drive é uma das principais ferramentas para guardar arquivos na nuvem. Ele disponibiliza gratuitamente 15GB de armazenamento total, podendo expandir para até 1TB no plano pago. Mas, a não ser que você tenha arquivos muito grandes para armazenar e utilize a plataforma para um uso profissional específico, o espaço cedido gratuitamente é mais que suficiente.

As vantagens de armazenar arquivos na nuvem são muitas, poupar espaço na memória do celular é a principal delas. Mas afinal, como usa o Google Drive?



 Crie uma conta no Gmail

Acesse o site do Gmail e cadastre um nome de usuário e uma senha. Pronto. Lembre-se: se você já tiver uma conta de e-mail do Google, não precisa criar outra. Basta entrar no site e colocar seus dados de acesso.




 Entre no site do Google Drive


Clique no botão “Acessar o Google Drive”. Você será direcionado para uma tela muito parecida com a pasta “Meus Documentos” do Windows. Do lado esquerdo da tela terão todas as seções necessárias para guiar a sua navegação.



Meu Drive: é o local onde ficarão todos os documentos que você criar dentro do Google Drive ou salvar na nuvem.


Computadores: mostra todos os computadores que estão sincronizados com o seu Google Drive.


Compartilhados Comigo: nesta aba ficarão todos os arquivos que outras pessoas compartilharem com você via Google Drive.


Recentes: todos os arquivos que você acessar recentemente estarão nesta aba.


Google Fotos: as fotos que você receber por e-mail ou no Google Hangout aparecerão todas aqui.


Com Estrela: aqui estarão todos os arquivos que você marcar como favorito.


Lixeira: os arquivos que você excluir, aparecerão neste local.


Abra o app de Fotos e acesse o menu do aplicativo


Acesse as configurações do aplicativo Recuperando a cópia de segurança

Como salvar fotos do Android no Google Drive sem ocupar espaço na nuvem?

Abra o app de Fotos e acesse o menu do aplicativo  


Acesse as configurações do aplicativo


Alterando a qualidade da foto do backup automático


Salve seus arquivos




Arquivos de texto, PDF’s, apresentações, planilhas, fotos, vídeos, entre outros, é só clicar e arrastar do seu computador para dentro do Google Drive. No seu smartphone ou tablet Android, abra o aplicativo Google Drive.



Toque em Adicionar .


Toque em Fazer o upload.


Localize e toque nos arquivos cujo upload você deseja fazer.


Os arquivos transferidos por upload ficam visíveis em "Meu Drive" até você movê-los.4. Compartilhe seus arquivos



Vá em “Meu Drive” e escolha o arquivo que deseja compartilhar com outra pessoa. Clique com o botão direito e selecione “Compartilhar”. Insira o endereço de e-mail das pessoas que você deseja que tenham acesso ao documento e clique em “Enviar”. Você também pode escolher se as pessoas que irão receber o documento poderão somente visualizar, comentar ou editar. Basta clicar no lápis ao lado da barra onde digita os endereços de e-mail.


 Faça Download


Selecione o arquivo que você deseja fazer o download e clique com o botão direito. Selecione a opção “Fazer Download”. Dessa forma, o Google Drive fará o download no formato compatível com o do arquivo salvo, por exemplo: se é um arquivo de texto ele irá salvar em Word ou qualquer outro programa que você utilize.


Se você quiser fazer download de um arquivo em outro formato, primeiro abra o documento, vá em “Arquivo”, “Fazer Download Como” e então selecione o tipo de arquivo que você deseja.



 Crie um Documento Novo


Para criar um arquivo novo é só clicar no botão “Novo”, que está em azul na parte superior esquerda da tela. Então é só decidir qual o formato entre as opções, clicar e começar a criar normalmente. Depois de pronto, se você quiser compartilhar ou fazer download é só seguir os passos acima.



Como salvar arquivos automaticamente no drive?



Abra o aplicativo “Fotos” e toque sobre o botão localizado no canto superior direito da tela;




O Android permite que seus usuários criem uma cópia de segurança dos arquivos e dados de seus celulares utilizando o Google Drive. Graças ao recurso, informações como o histórico de chamadas, contatos, configurações, e até mesmo os dados dos aplicativos instalados, podem ter seu próprio backup feito na nuvem.


Além de não exigir o uso de um computador ou de outro aplicativo para funcionar, a cópia de segurança do Android permite que o usuário recupere as informações salvas após formatar ou trocar de smartphone. No tutorial a seguir, veja como ativar e configurar o backup do Android no Google Drive.




Passo 1. Nas configurações do Android, acesse os ajustes relativos ao sistema.


Passo 2. Entre em "Cópia de segurança". Note que, nesta tela, o próprio smartphone detalha quais dados serão salvos no backup. Para finalmente ativar a cópia de segurança, habilite a opção "Fazer Backup no Google Drive"


Passo 3. É possível que o smartphone pergunte em qual conta do serviço os arquivos devem ser salvos.


Passo 4. Iniciado backup, você deve aguardar que o envio dos dados para a nuvem seja concluído. O tempo para a o término desta etapa dependerá exclusivamente da velocidade da sua internet, mas não é necessário se manter nesta tela, no entanto.


Após a conclusão do upload, a cópia de segurança do seu smartphone já estará salva em sua conta Google. Contudo, vale lembrar que, a depender do número de informações a serem copiadas, pode ser necessário liberar espaço no seu Google Drive.


Sempre que você restaura seu smartphone para os padrões de fábrica, o Android é capaz de recuperar a cópia de segurança automaticamente. Para isso, basta manter a opção "Recuperação automática" sempre ativada.


Passo 1. Acesse mais uma vez os ajustes relacionados à cópia de segurança. Em seguida, selecione a opção "Dados de apps". Certifique-se que a opção 'Restauração automática' está ativa. Desta forma, o backup recuperará os dados dos seus aplicativos automaticamente, restaurando-os para o estado anterior à sua exclusão.


A partir de agora, sempre que você restaurar o seu smartphone para os padrões de fábrica e inserir a sua conta Google, o smartphone questionará se você deseja recuperar os dados salvos ou configurá-lo como novo.






Passo 1. Abra o aplicativo “Fotos” e toque sobre o botão localizado no canto superior direito da tela;


Abra o app de Fotos e acesse o menu do aplicativo 


Passo 2. Na menu do aplicativo, toque em “Configurações”. Em seguida, toque sobre “Backup automático”;


Acesse as configurações do aplicativo 


Passo 3. Por fim, toque sobre em “Tamanho da foto” e escolha a opção “Tamanho padrão”.


Alterando a qualidade da foto do backup automático 


Pronto! Agora as suas fotos serão compactadas antes de serem enviadas ao Google Drive e, dessa forma, entrarão na cota de espaço gratuito.






Ler postagem completa ››

Sobre banho

em 17 janeiro 2019

você costuma dar banho em casa em seu gato ou cão ?
Como faz?
Ler postagem completa ››

Como tirar cheiro de barbantes das peças

em 16 janeiro 2019



Uma dica bem antiga para retirar odores não só de tapetes como de sofá e etc... serve também para retirar o odor de linhas e barbantes.



Chato né  uma peça que levamos dias confeccionando e na hora entregar para o cliente, notamos que existe um cheiro ruim do barbante. Bem hoje vou ensinar uma dica bem antiga que é certeira, vamos a dica ?

Primeiro retire toda a poeira no caso de tapetes, ( esta dica é para tudo incluindo sofás), depois pulverize bicarbonato de sódio, isso mesmo aquele que compramos em supermercados,  o pozinho branco, coloque por tudo espalhe bem cuide para não exagerar né gente, tudo em excesso é ruim.
em segida sacuda e passe o aspirador de pó. para retirar o bicarbonato.

Outra dica para não macha ao lavar é por vinagre na água.

Se você sabe de alguma dica como esta deixe seu comentário aqui no blog .
Ler postagem completa ››

Gráficos tapetes ou centro de mesa

em 14 janeiro 2019
























Ler postagem completa ››

O que é amigurumi

Amigurumi é o nome de uma técnica japonesa com base em crochê.

Consiste na concepção e fabrico de brinquedos de pelúcia e brinquedos de

pelúcia, feitos através de pontos de crochê. Este é o lugar onde a

imaginação desempenha um grande papel, sendo um dos principais

elementos desta técnica.

Urso confeccionado pela artesã Shirley Pimpão



A maioria dos Amigurumis são espirais de crochê simples (pontos baixos de
crochê em voltas circulares), por isso é importante aprender este
ponto.
Eu recomendo que para pegar a prática faça a primeira linha, indo de um lado para outro
antes de tentar espiral. Muitos dos padrões requer começar com um anel magico, por isso é bom mesmo ir fazendo e desfazendo diversas vezes.
Para moldar os Amigurumis é necessário para aumentar e
diminuir.
Existem duas maneiras que se pode trabalhar em círculo, é um laço feito
com correntinhas de 2 ou 4 pontos, o outro é um anel ajustável. Comece
com a técnica de correntinhas, e depois treine o anel mágico Esta
técnica não é um buraco no meio. Apenas não se esqueça de fazer os
pontos apertadas .


Anel mágico 














Ler postagem completa ››

Quais matérias necessários para começar a fazer crochê

em 05 janeiro 2019

Qual o material necessário para fazer crochê e como começar?



Para iniciar qualquer projeto de crochê terá que possuir, necessariamente, uma  agulha de crochê e linha.

Para além do essencial, também necessitará de uma tesoura, agulha de tapeçaria para os arremates e de uma fita métrica (indispensável para medir uma amostra, assim como o comprimento da peça de crochê).

Tipicamente, as agulhas de crochê possuem uma ponta única na forma de um gancho (agulhas standard), mas existem também agulhas de crochê de ponta dupla e circulares. Normalmente, as agulhas mais finas servem para trabalhar com fios mais finos e executar um crochê mais delicado, parecido com renda, e as agulhas mais grossas são normalmente utilizadas para fazer peças de vestuário. Estas podem ser feitas de variados materiais (madeira, bamboo, metal e plástico) e podem apresentar variados calibres e comprimentos.



Os calibres das agulhas de crochê não têm a mesma classificação em todo o mundo.

Como escolher o tamanho da agulha?

As agulhas são muito abrangentes, cada tipo de linha e trabalho exige um tamanho diferente de agulha. A maioria das linhas sugerem um tamanho padrão na embalagem para você trabalhar, mas com o tempo você vai aprendendo se é realmente confortável para você ou quer aumentar o tamanho da agulha para ter um trabalho mais fofinho, por exemplo, Ou quem sabe diminuir para ter o ponto mais fechadinho? Enfim, isso você vai descobrindo com o tempo.

Mas para você começar, basta usar uma agulha mais fina para trabalhos com linha fina, e mais grossa para fios mais grossos. Você também poderá começar a usar 2 ou 3 fios para ter um trabalho bem fofinho também, e aí usar uma agulha bem maior do que o recomendado na embalagem.
Sobre o preço, as mais comuns são super baratinhas, variando de R$ 3,00 a R$ 5,00. Depois você poderá investir em itens anatômicos, de bambu, plástico e etc, dependendo da sua necessidade e uso.

Veja uma imagem com os tamanhos das agulhas abaixo.

Além dessas, atualmente existem agulhas ainda mais grossas muito usadas por quem trabalha com fios especiais com cabo mais grosso, ou com fio de malha. Você pode encontrar tamanhos que variam do 0,6mm até os 25mm, ou ainda maiores.


 Aqui fica uma tabela com alguns dos calibres que as agulhas de crochê podem apresentar e as respectivas conversões para o sistema americano:



FIOS DE CROCHÊ

Assim como as agulhas, também os fios de crochê podem ser de variados materiais (fibras de origem animal, vegetal ou sintéticas e combinações de fibras) e apresentam-se com diferentes espessuras e cores.

Os fios de crochê podem ser comprados tanto na forma de novelo como na forma de meada e, normalmente, vêm acompanhados por um rótulo.

Este rótulo contém as instruções de lavagem, o calibre das agulhas a utilizar, o peso, o comprimento, a composição e um código associado à cor (que depende da marca).

O código da cor é importante guardar em caso de ser necessário comprar a mesma linha para terminar ou reparar um trabalho.

Dica 1 

Antes de iniciar o seu crochê, é importante familiarizar-se com alguma da terminologia associada a esta técnica. Este conhecimento vai-lhe permitir interpretar corretamente os esquemas e diagramas que possa querer fazer.


Como existem disponíveis um grande número de esquemas em inglês, aqui ficam alguns termos que poderá encontrar e a sua correspondência em português.
Além dos termos do crochet existem também os símbolos. A forma de executar cada ponto do crochê é universal assim, quando for capaz de reproduzir cada um dos pontos do crochê, poderá interpretar qualquer esquema, independentemente da sua língua de origem.



Antes de começar, tome nota que é importante segurar bem a agulha e o fio.
agulha poderá segurar tanto como uma faca ou como um lápis, conforme lhe parecer mais confortável.
fio, deverá posicioná-lo entre os dedos da mão contrária à agulha, controlando a sua tensão que não deverá ser nem excessiva nem diminuta, apenas a necessária (terá que encontrar o “meio termo” pois se for excessiva os pontos irão ficar muito apertados e não será fácil trabalhar com a agulha e se for reduzida irá ficar com espaços abertos no seu trabalho).

Ler postagem completa ››



Topo